segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Nojentices

Há gente que me devia explicar o real sentido da palavra “amo-te”, para eles, porque sinceramente, com tanto banana que a diz à toa, até mete nojo. Ainda por cima, há gente, nojenta, que gosta de a dizer com a facilidade de quem dá um chuto numa bola de futebol. E mais do que dizê-lo como quem dá aquela palha, é não sentir realmente o que diz e haver gajos a dizerem que têm mais que duas (DUAS!!!!) namoradas e que lhes dizem muitas vezes que as amam.

Eu pergunto-me, mas esta gente nunca ouviu falar de Monogamia? Eu sinceramente, penso que aquelas tipas com que o moço “namora” devem ser umas anormais do caraças. Ou então, o gajo tem um lábia género Zezé Camarinha.

“Olá cámone, you’re so very white! Let me put tha cream number five on you. Let’s to my rooms to truca-truca?”

6 comentários:

Carolina disse...

Percebo o teu ponto de vista!
"Amo-te" não é uma coisa pa ser dita à toa.
Claramente a monogamia não toca a todos

mário lourenço disse...

Sempre que amo alguém acabo por me foder. Com o perdão pelo termo. Chego a ter medo de dizer que amo.
E agora que estou novamente amando alguém não consigo dizer. Amar para mim é sempre triste.

Kate disse...

Ultimamente andas muito com o Zézé Camarinha na boca...
Conto pelos dedos as pessoas a quem disse que amava.

Leonor disse...

Mário,amar não é triste, a não ser que não seja correspondido.

Kate, eu sei :)

Rainha Sofia (faz favor) disse...

mas que coisas tao profundas aqui escritas! o que uma pessoa perde enquanto faz um trabalho xD

well.. Eu amo muita coisa.. sou daqueles 'nojentos' que diz amo-te a tudo.
pah.. coiso ^)

Eu amo-te Leonor Correia :D (principalmente qd falas cmg mansinha pa me pedires musicas :P)

WAHHPPAAAHH!!!
(e tenho dito)

Leonor disse...

Os seu cocó ambulante! eu pedi a musica com jeitinho! Também te amo meu cocózinho xD