terça-feira, 11 de agosto de 2009

Às vezes era mais fácil que me dissessem "Eu odeio-te" com convicção do que estarem a dizer que me odeiam e no fundo aquilo que querem dizer é "Amo-te".

E pronto, tenho dito.

1 comentário:

Sou a Joana disse...

a cobardia, ou como lhe queiram chamar, não deixa tal coisa acontecer!